segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Os Impedimentos de Deus e do Diabo na Missão de Paulo

Josivaldo de França Pereira


Não é segredo para ninguém que a missão de Paulo foi realizada em meio a muitas lutas e provações, conforme os relatos de Lucas no livro de Atos e do próprio Paulo em 2Coríntios 11.16-12.10. Ao profeta Ananias o Senhor Jesus resumiu o ministério de Paulo assim: “... Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome” (At 9.15,16).
Entretanto, chamam-nos a atenção duas passagens bíblicas. Em Atos 16.6,7 é dito: “E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu”. A outra passagem é 1Tessalonicenses 2.17,18: “Ora, nós, irmãos, orfanados, por breve tempo, de vossa presença, não, porém, do coração, com tanto mais empenho diligenciamos, com grande desejo, ir ver-vos pessoalmente. Por isso, quisemos ir até vós (pelo menos eu, Paulo, não somente uma vez, mas duas); contudo, Satanás nos barrou o caminho”.
Em Atos é relatado que Paulo, durante sua segunda viagem missionária, foi impedido pelo Espírito Santo de ir à província da Ásia e Bitínia. Aos tessalonicenses o apóstolo fala dos impedimentos de Satanás quando tentou visitá-los por duas vezes, logo após sua segunda viagem missionária. Como Paulo sabia que um impedimento vinha de Deus e o outro do Diabo? Por que o Espírito Santo impediu que Paulo e seus companheiros pregassem na Ásia e fossem também para Bitínia? Como e por que Satanás conseguiu frustrar os planos de Paulo de visitar os crentes de Tessalônica?
A maioria dos comentaristas bíblicos admite não saber ao certo como foi que Paulo e seus companheiros entenderam que os impedimentos de Atos 16.6,7 indicavam que o Espírito santo possuía outro plano de viagem. É provável que Paulo e seus companheiros só compreenderam o significado dos impedimentos do Espírito após analisarem os fatos ocorridos. Aquele duplo impedimento (vv6,7), a visão de Paulo (v9) e a declaração de Lucas no verso 10 parecem lançar luz sobre essa possibilidade. Quanto ao por que daqueles impedimentos não há necessidade de se especular. A soberania do Espírito Santo na obra missionária é inquestionável. É ele quem dirige e coordena a missão, determinando quem vai, como se vai e para quem se vai pregar o evangelho.
Paulo desejava muito re-visitar os crentes de Tessalônica. Ele tentou “não somente uma vez, mas duas” e, como o próprio apóstolo diz, “Satanás nos barrou o caminho”. Não se sabe ao certo a natureza dos impedimentos de Satanás em 1Tessalonicenses 2.18. Os estudiosos sugerem várias possibilidades, embora reconheçam a dificuldade em precisar o que realmente aconteceu. É provável que os obstáculos para retornar a Tessalônica fossem as investidas maldosas, sutis e explicitas dos inimigos de Paulo (cf. 1Ts 2.13-16). Por isso, ele não teve dificuldade em atribui-las ao Maligno. Quanto ao porquê de Satanás ter barrado o caminho de Paulo e ter conseguido tal feito, é porque Deus permitiu que ele chegasse até esse ponto. O Diabo não vai além do que Deus quer. Deus o tem sob controle. Contudo, Satanás é vivo, sagaz  e causador de grandes estragos. 
Enquanto os impedimentos do Espírito Santo edificam, os de Satanás destroem os mais belos sonhos.

Um comentário:

  1. Certamente o impedimento de Satanás a ida de Paulo para visitar os Tessalonicenses foi devido ter muito povo de Deus naquele lugar.Deus permitiu este impedimento , pois houve um crescimento ainda maior na fé . ele mostrou que quando o homem ama a Deus , mesmo nas dores há prosperidade e crescimento e por fim a vitória . Já os impedimentos do Espírito Santo , pois certamente por haver um povo de coração duro e não disposto a ouvir.

    ResponderExcluir