quinta-feira, 3 de junho de 2010

A Fidelidade dos Recabitas

(Jeremias 35)

Josivaldo de França Pereira

Os recabitas pertenciam à tribo dos queneus, um povo de origem midianita que habitava em Canaã. O principal líder dos recabitas foi Jonadabe, filho de Recabe, que lhes ordenou a abstinência de vinho, a não terem residência fixa, a não plantarem vinhas e a viverem em tendas, a fim de preservarem os hábitos e costumes antigos.


A fidelidade provada – Jr 35.1-11


O profeta Jeremias, a mando do Senhor, testou a fidelidade dos recabitas ao mandado de Jonadabe (morto há mais de duzentos anos), pondo diante deles taças cheias de vinho, mas eles recusaram beber. É importante destacar a justiça de Deus nessa prova. O Senhor pediu que Jeremias fizesse o teste com os recabitas sem a costumeira expressão “Assim diz o Senhor”, ou seja, os recabitas não tiveram que escolher entre obedecer ao Senhor e a Jonadabe. Não foram induzidos à desobediência a Deus. Os recabitas passaram facilmente pela prova de fidelidade a qual foram submetidos.


A fidelidade comparada – Jr 35.12-17


Deus comparou os recabitas com os homens de Judá e moradores de Jerusalém e disse que, enquanto os recabitas eram obedientes às ordens de um homem morto, os judeus, por sua vez, não eram obedientes ao Deus vivo. Após tantos anos a memória de Jonadabe continuava sendo honrada pelo seu povo, porém, o Deus de Israel, que até de madrugada falava ao seu povo por intermédio dos profetas para arrependimento de pecados, não era ouvido. O resultado seria o inevitável cativeiro babilônico.


A fidelidade recompensada – Jr 35.18,19


Como prêmio da fidelidade dos recabitas a Jonadabe, Deus prometeu que nunca faltaria varão da estirpe de Jonadabe que estivesse todos os dias na sua presença. Ainda hoje existem recabitas no Oriente Médio, especialmente na Mesopotâmia e no Yemen, na península arábica. Deus mantém a sua promessa há quase três mil anos!
Que lições aprendemos com o capítulo 35 do livro de Jeremias? Aprendemos, primeiramente, que não existe fidelidade sem obediência. Além disso, se alguém pode ser abençoado por sua fidelidade e obediência a um homem, será ainda muito mais abençoado sendo fiel e obediente ao próprio Deus.

2 comentários:

  1. Shalom! Rev. Josivaldo, ótima mensagem! Que Deus possa te abençoar cada vez mais!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado meu querido e amado irmão. Continue nos seguindo.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir