sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Os nove primeiros capítulos de 1Crônicas

Josivaldo de França Pereira


Os nove primeiros capítulos do primeiro livro das Crônicas formam a mais longa lista genealógica da Bíblia. Contudo, longe de ser uma sequência enfadonha de nomes, 1Crônicas 1-9 é uma fonte de informação histórica e de interpretação das Escrituras Sagradas. Mesmo assim, 1Crônicas 1-9 é uma das partes mais negligenciadas da Bíblia, como também os são os demais capítulos dela que contêm porções genealógicas. A começar por nós pastores, raramente pregamos nos textos genealógicos. Em nossas leituras bíblicas normalmente passamos por cima deles. Os crentes, de modo geral, igualmente não apreciam os textos genealógicos. Numa biblioteca, folheando uma antiga Bíblia inglesa, notei que praticamente cada página dela estava grifada e com anotações. Seu antigo dono com certeza foi um grande estudioso da Escritura Sagrada. No entanto, quis saber se ele fez o mesmo com os nove primeiros capítulos de 1Crônicas. Curiosamente não havia nenhum sinal de que ele passou por ali. Concluí que aquele homem de Deus ou não encontrou nada de interessante naqueles capítulos, ou simplesmente os pulou. Não creio na primeira hipótese.

Para mim é impossível ler 1Crônicas 1-9 sem que eu fique fascinado com esses capítulos. A primeira vez que li os livros das Crônicas foi na minha adolescência. E ainda hoje, quando não sou mais adolescente, nunca começo a leitura de 1Crônicas pelo capítulo 10. Lendo 1Crônicas 1-9 você descobrirá que esses capítulos não tratam simplesmente de uma lista de nomes. Observe a origem dos povos, os personagens importantes que deram nomes a cidades famosas, e também os acontecimentos históricos que dão sentido ao livro e à Bíblia. Note a providência de Deus na preservação de um povo exclusivamente seu. Penso que H. L. Ellison está correto quando diz: “A finalidade das genealogias coincide com a principal finalidade do livro de Crônicas. É evidente que o interesse se concentra sobretudo sobre a linhagem davídica e os descendentes de Levi (nota-se a omissão notória da casa de Eli, que não servia no templo de Jerusalém). Seguem-se, por ordem de importância, as duas tribos especialmente relacionadas com a monarquia: Judá e Benjamim. A menção, apenas de passagem, de tantas personalidades nas genealogias mostra que a sua omissão mais adiante é propositada; não haviam servido os propósitos de Deus. Por outro lado, a menção de tantos nomes sem importância garante que do povo de Deus ninguém é esquecido”.[1]

É sempre bom ter em mente que 1Crônicas 1-9 vai além de meros nomes. Existem informações relacionadas a eles que nos ajudam a compreender enredos e fatos históricos relevantes. Eis alguns exemplos: Você sabia que em 1Crônicas há o registro de uma cidade cujo nome homenageia um casal? É Calebe-Efrata (1Cr 2.24). Calebe era viúvo de Azuba, sua esposa, quando se casou com Efrata (1Cr 2.19). Um dos bisnetos de Calebe e Efrata foi Belém. E de novo vemos o nome de Efrata associado a mais uma cidade: Belém-Efrata (Mq 5.2; cf. Gn 48.7; Rt 4.11), a antiga Belém de Judá, cidade onde nasceu o Senhor Jesus. A Palavra de Deus não nos oferece informações adicionais acerca da pessoa de Efrata. Entretanto, percebe-se que ela foi uma mulher valorosa e importante. Você sabia que Jabez e sua famosa oração estão em 1Crônicas 4.9,10? E que José do Egito tornou-se primogênito no lugar de Rúben de acordo com o que está registrado em 1Crônicas 5.1,2? Sabia que é somente em 1Cronicas 2 que temos o registro de todos os irmãos de Davi? Lendo 1Samuel 16 conhecemos por nome apenas três irmãos do rei Davi; a saber: Eliabe, Abinadabe e Samá (1Sm 16.6,8,9). Já em 1Crônicas 2.13-17 aprendemos que: “Jessé gerou a Eliabe, seu primogênito, a Abinadabe, o segundo, a Siméia [ou Samá], o terceiro, a Natanael, o quarto, a Radai, o quinto, a Ozém, o sexto, e a Davi, o sétimo. As irmãs destes foram Zeruia e Abigail. Os filhos de Zeruia foram três: Abisai, Joabe e Asael. Abigail deu à luz a Amasa; e o pai de Amasa foi Jéter, o ismaelita”. Agora você sabe que Davi teve seis irmãos e duas irmãs. Que Zeruia, cujos filhos foram Abisai, Joabe e Asael, era uma mulher e irmã de Davi. E de quebra fica sabendo também porque Davi mandou dizer a Amasa: “Não és tu meu osso e minha carne?" (2Sm 19.13). Amasa era sobrinho de Davi, filho de sua irmã Abigail. Davi prometera a Amasa que ele seria comandante do exército no lugar de Joabe, seu outro sobrinho. Joabe não gostou da ideia e matou seu primo (2Sm 20.10). Mais tarde, por ordem de Davi, Salomão mandaria matar Joabe (1Rs 2.5,6,28-35).

Você sabia que Davi teve um filho chamado Daniel? Veja 1Crônicas 3.1. Daniel era filho de Davi e Abigail (não confundir com Abigail, irmã de Davi). A mãe de Daniel (não confundir com o profeta) era viúva de Nabal, o carmelita (1Sm 25.39). Você sabia, ainda, que na Bíblia nomes como os de Abraão e Davi são exclusivos, mas o mesmo não acontece com os de Samuel (1Cr 7.2) e Elias (1Cr 8.27)? Por último, mas não menos significativo, as genealogias da Bíblia em geral, e de 1Crônicas 1-9 em especial, não estão ali por acaso. Há um propósito maior e fundamental de Deus para elas; ou seja, apontar para Jesus, o Deus-homem, sua missão e realeza.



[1] H. L. Ellison, 1 e 2 Crônicas. In: O Novo Comentário da Bíblia, Vol. I. São Paulo: Vida Nova, 1987, p. 400.

Nenhum comentário:

Postar um comentário