sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Deus ou Satanás?

(Interpretação de 2Samuel 24.1 e 1Crônicas 21.1)
Josivaldo de França Pereira

“Tornou a ira do SENHOR a acender-se contra os israelitas, e ele incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, levanta o censo de Israel e de Judá” (2Sm 24.1).

“Então, Satanás se levantou contra Israel e incitou a Davi a levantar o censo de Israel” (1Cr 21.1).

Não é difícil entender o significado dessas passagens (2Sm 24.1 e 1Cr 21.1). Deus, na sua soberania, muitas vezes se utiliza de instrumentos variados para executar a sua vontade. Ele não é o autor do mal e nem pode ser tentado pelo mesmo (cf. Tg 1.13-15), porém, muitas vezes ele se utiliza de pessoas boas ou más, anjos bons ou ruins para executar os seus desígnios. Deus é soberano! É por isso que podemos entender sem contradição alguma essas passagens quando dizem que Deus incitou a Davi (2Sm 24.1) ou Satanás incitou a Davi (1Cr 21.1). Quem incitou Davi? Deus ou Satanás? Os dois. Satanás foi um instrumento de Deus para fazer o que ele queria que fosse feito. Satanás não faz nada sem o consentimento de Deus. Você se lembra quando ele quis tentar Jó? Ele não pôde ir além do que Deus permitiu que ele fosse.

Quem quis que o recenseamento do povo fosse feito, Deus, Satanás ou Davi? Os três! Teve Deus, Satanás e Davi as mesmas motivações para o levantamento do censo? Não. Satanás, por exemplo, visa sempre a destruição dos filhos e filhas de Deus. Deus, por sua vez, visa a correção para aperfeiçoamento de seu povo porque Deus é amor. Veja 2Samuel 24.14. Contudo, algumas coisas precisam ser esclarecidas. Por que Deus se irou contra o povo e por que incitou Davi a levantar o censo? A passagem em questão não especifica, mas tudo indica que Israel e Judá mais uma vez pecaram contra Deus. A expressão “Tornou a ira do SENHOR a acender-se contra os israelitas...” significa mais uma indignação de Deus contra mais um pecado do povo. O capítulo 21 do segundo livro de Samuel apresenta o resultado do penúltimo deles. Mas desde a saída do Egito até então não foram poucas as vezes que o povo provocou a ira do Senhor.

Incitar a Davi, isto é, estimular seu coração para contar o povo foi a maneira que Deus encontrou para executar juízo e justiça contra Israel e Judá. Que sentimento surgiu no coração de Davi para fazer o recenseamento do povo? Não podemos precisar ao certo, porém, sabe-se que uma das definições do verbo incitar é "enraivecer". É provável que enraivecido com o povo (por alguma razão que desconhecemos) Davi resolveu contá-lo. Mas o que essa raiva tinha a ver com o levantamento do censo? E por que Davi sofreu as consequências desse pecado se ele foi instigado por Deus? Davi era o representante legal do povo. Normalmente em Israel o povo expressava a devoção do seu rei. Quando o rei temia a Deus, o povo também temia. Quando o rei pecava contra Deus, o povo também pecava. A história dos reis de Judá e Israel é abundante nesse particular. No entanto, se foi o próprio Deus quem incitou a Davi, por que então ele foi responsabilizado pelo levantamento do censo? E que mal havia em fazer tal levantamento?

A primeira coisa que devemos ter em mente é que a soberania de Deus não anula a responsabilidade humana. O próprio Davi destacou esse fato quando chamou para si a responsabilidade do que havia feito (2Sm 24.10,17). Davi também quis fazer o recenseamento e se arrependeu com o que fez. Por isso, quando Deus se mostrou benigno para com a terra, seu perdão se estendeu a Davi também (2Sm 24.18-25). Que a soberania de Deus não anula a responsabilidade humana está claro em passagens bíblicas como, por exemplo, Lucas 22.22 e Romanos 9. 14-18. A soberania de Deus e a responsabilidade humana são uma verdade bíblica que, infelizmente, muitos crentes ainda não compreenderam. Davi e o povo não eram inocentes. Todos eles foram punidos por seus erros, como nós também o somos. E por que Davi pecou por fazer o levantamento do censo? É porque Deus havia dito a Abraão que a sua descendência seria incontável (Gn 15.5; 22.17). E mesmo quando fosse preciso fazer um recenseamento, alguns critérios básicos deveriam ser observados, conforme Êxodo 30.11-16. De qualquer forma, a maneira como Davi fez o recenseamento não agradou ao Senhor.

3 comentários:

  1. Palavra abençoada!!!E abençoadora!!
    Que DEUS esteja sempre a iluminar seus caminhos meu irmão,debaixo de SUA SOBERANA VONTADE,muito me alegra encontrar servos de Deus dispostos a pregar a PALAVRA de uma forma tão autêntica.

    Pb.Rubem Gomes
    IP Emanuel - Fortaleza-Ce
    presrubem@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Muito agradecido amado irmão por suas palavras tão alentadoras. Que Deus continue abençoando ricamente sua vida.

    ResponderExcluir
  3. Estava em outro assunto para escola dominical que acabou me trazendo a este tema. Me esclareceu mais ainda a mente. Deus abençoe pr. Josivaldo.

    ResponderExcluir