sábado, 13 de novembro de 2010

O DEUS VIVO

Josivaldo de França Pereira


Deus é o único ser que tem vida em si mesmo (Jo 5.26). Sendo, portanto, o único que não tem causa fora de si, Deus é frequentemente revelado tanto no Antigo quanto no Novo Testamento como "o Deus vivo" (Dt 5.26; Js 3.10; Sl 84.2; Jr 10.10; Mt 26.63; Jo 6.69; Rm 9.26). "Tão certo como vive o Senhor" era uma fórmula comum para se fazer um juramento que caracterizava Deus como o ser cuja natureza é dinâmica, em contraste com os ídolos que são mudos e não podem se mover (Sl 115.5,7; Is 40.20; 44.9-20; Hc 2.18) e nem (se) salvar (Is 45.20). Por ser vivo, Deus "a todos dá vida, respiração e tudo mais" (At 17.25). "Pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos..." (At 17.28; cf. Gn 2.7). Toda vida, seja qual for sua expressão, consequentemente tem nele a sua origem. Desse modo, somente Deus pode tirar a vida segundo a sua vontade (Dt 30.19; 2 Rs 5.7; Jó 34.14,15).

No Novo Testamento, a verdadeira vida que está em Deus é compartilhada com o Filho. A declaração de Pedro: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo", implica em uma confissão de que o Deus vivo agora está revelado em Jesus, e que este, por sua vez, é o doador da vida eterna àqueles que nele crêem (Jo 3.16). Em João 6.57 Jesus declarou que "o Pai, que vive" o enviara e que ele vivia pelo Pai. Isso foi perfeitamente demonstrado durante o seu ministério terreno. Considerou a vida como algo sagrado que Deus confiou ao ser humano e ele mesmo, Jesus, viveu consciente desse fato; por isso nos ensinou a repudiar "a ansiosa solicitude pela vida" (Mt 6.25-34), visto que até mesmo as formas mais simples de existência são alvos do amor do Pai (Mt 10.31; Lc 12.24). A vida verdadeira não consiste somente do alimento físico, mas em obedecer a palavra de Deus (Mt 4.4; Mc 3.5; Lc 6.46). Procurar colocar em segurança a própria vida, negligenciando de modo egoísta suas dimensões espirituais, é acabar perdendo-a; ao passo que perdê-la por amor a Cristo é salvá-la (Mt 10.39; 16.25).

Que Deus nos ajude a viver na certeza de que ele é a razão de nossa existência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário