quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O Espírito Santo e sua ligação com Jesus

Josivaldo de França Pereira

Quem é o Espírito Santo? No decorrer da história eclesiástica, muitos têm negado a personalidade e a divindade do Espírito, preferindo considerá-lo como uma força ou poder impessoal e ativo, sem inteligência própria, através do qual Deus realiza seus propósitos. Sendo assim, o Espírito que não é um ser pessoal também não pode ser Deus, afirmam. Nas páginas da Bíblia encontramos um número considerável de referências que dizem que o Espírito Santo tem personalidade própria e é Deus. O Espírito Santo tem inteligência (Jo 14.16; Rm 15.30; Ef 4.30); vontade (At 16.7; 1Co 12.11). Realiza atos próprios de uma pessoa: Age (Gn 6.3); ensina, consola e faz lembrar (Lc 12.12; Jo 14.16; 16.26); testifica (Jo 15.26; Rm 8.16); convence (Jo 16.8); fala (At 8.29); ordena (At 13.2); vivifica e guia (Rm 8.11,14); intercede (Rm 8.26); revela (1Co 2.10,11) e se entristece (Ef 4.30). Além disso, mentir para o Espírito Santo é mentir para Deus (At 5.3,4); blasfemar contra ele é cometer um pecado imperdoável (Mt 12.31,32; Mc 3.29).
Qual a ligação entre o Espírito Santo e Jesus Cristo? O testemunho que glorifica a Cristo é a tarefa principal do Espírito em relação ao nosso Senhor. Essa finalidade do Espírito Santo é declarada pelo próprio Senhor Jesus em João 16.14: “Ele me glorificará porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar”. Mesmo antes de ser enviado como o “outro Consolador” (Jo 14.16), o Espírito Santo já estava poderosamente ativo no ministério de Jesus. Ele preparou e capacitou o Senhor Jesus em sua obra redentora (Lc 1.35; 3.22; Jo 3.34; Hb 10.5-7). Essas referências bíblicas mostram que o Espírito Santo agiu nele e por ele.
A ligação do Espírito Santo e Jesus é tão estreita que o apóstolo Paulo fala do “Espírito de Cristo” (Rm 8.9); “Espírito do Filho” (Gl 4.6) e “Espírito de Jesus Cristo” (Fp 1.19). Em outro lugar Paulo diz: “Ora, o Senhor é o Espírito” (2Co 3.17). Isso não significa que Jesus Cristo e o Espírito Santo sejam a mesma pessoa, e sim, que existe entre eles uma ação conjunta e harmoniosa para a nossa salvação. Cooperam mutuamente com essa finalidade. Podemos ver a clareza desse fato quando lemos Mateus 28.20; João 15.16; 16.14,15, onde Cristo retorna a seus discípulos no Espírito. Além disso, Paulo diz algumas vezes que é Cristo e em outras que é o Espírito Santo quem habita nos crentes (Rm 8.9,10; 1Co 3.16; Gl 2.20). Segundo J. I. Packer, a aplicação da redenção em nós pelo Espírito Santo “é tão importante que, se não fosse pela sua ação não haveria evangelho, nem fé, nem igreja, nem cristianismo no mundo”.
Deus seja louvado pelo Espírito Santo que nos foi outorgado em Cristo Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário