quarta-feira, 2 de março de 2011

Nobilíssimos bereanos


Josivaldo de França Pereira


Após o tumulto causado pelos judeus invejosos de Tessalônica (At 17.5-9), Paulo e Silas foram enviados pelos irmãos à Bereia. Ali chegados, dirigiram-se à sinagoga dos judeus (At 17.10).

Diz o texto bíblico: “Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as cousas eram, de fato, assim” (At 17.11). A passagem de Atos 17.11 muitas vezes é citada de forma equivocada, como se referisse à igreja ou aos crentes em Cristo Jesus.
Na verdade, o texto está falando daqueles que se encontravam na “sinagoga dos judeus”, isto é, judeus de sangue, prosélitos (gentios convertidos ao judaísmo) e tementes a Deus (os simpatizantes do judaísmo). O versículo que fala de crentes é o 12. Após examinarem as Escrituras todos os dias para confirmar o que Paulo e Silas diziam a respeito de Jesus, “muitos deles creram, mulheres gregas de alta posição e não poucos homens”.
Quando Lucas relata em Atos 17.11 que os adoradores da sinagoga de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica, no sentido de terem a mente aberta para o evangelho, ele quis dizer que havia certa nobreza de mente nos de Tessalônica também? Segundo o verso 4, sim: “Alguns deles foram persuadidos e unidos a Paulo e Silas, bem como numerosa multidão de gregos piedosos e muitas distintas mulheres”.
 Contudo, no que diz respeito à nobreza de mente, os bereanos sobressaiam os de Tessalônica por estarem mais propensos às verdades da Palavra de Deus. Os de Tessalônica eram nobres, mas os de Bereia eram mais ainda. Estes receberam a mensagem com grande interesse, examinando as Escrituras todos os dias para ver se, de fato, era tudo assim mesmo como estava sendo pregado. O vocábulo grego anakrínontes (examinando) significa fazer passar pelo crivo mediante uma pesquisa cuidadosa e exata, como se fosse um processo legal (cf. Atos 4.9; 12.19).
Se os adoradores da sinagoga bereana eram mais nobres que os de Tessalônica porque receberam a palavra pregada por Paulo e Silas com toda a avidez, examinando as Escrituras do Antigo Testamento todos os dias para ver se as coisas eram de fato assim, nós, os crentes, que possuímos também o Novo Testamento, temos muito mais razões para sermos diligentes estudiosos da Bíblia Sagrada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário