terça-feira, 14 de agosto de 2012

O Deus Soberano Surpreende

Josivaldo de França Pereira

A soberania de Deus pode ser definida como o exercício de sua supremacia. Também pode ser descrita como a doutrina do não enquadramento de Yahwéh às convenções e conveniências humanas. “Deus age como lhe apraz, somente como lhe apraz, sempre como lhe apraz. Ninguém consegue frustrá-lo nem impedi-lo” (A. W. Pink). 
Talvez uma das palavras que melhor expresse a soberania de Deus, e consequentemente o exercício de sua supremacia, seja o termo surpresa. O nosso Deus é um Deus que surpreende quando, onde e como quer, tanto na Bíblia como fora dela.
Os heróis e heroínas da fé foram todos surpreendidos por Deus em algum momento da história deles. Foi assim com Abraão, Isaque e Jacó; José do Egito, Moisés, Ana, Jó, Habacuque; Maria, Pedro, Paulo, etc., e hoje não é diferente conosco.
Muitas vezes ficamos surpresos com Deus quando ele não ouve as nossas orações e, então, sem entender os desígnios dele passamos a duvidar do caráter santo do Senhor, da sua justiça e bondade. Poucos agem como Jó que, após perder seus filhos, no meio da aflição humilhou-se perante Deus, “lançou-se em terra e adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!” (Jó 1.20,21). 
E também somos novamente surpreendidos quando o Senhor Deus atende as nossas orações de modo inesperado e nunca imaginado por nós. Um exemplo clássico é o de Atos 12. “Pedro, pois, estava guardado no cárcere, mas havia oração incessante a Deus por parte da Igreja a favor dele” (At 12.5). Contudo, a mesma Igreja que orou pela libertação de Pedro chamou a criada Rode de louca quando ela disse que Pedro estava junto do portão e, ao verem-no, ficaram atônitos (At 12.13-16).
Paulo tinha em mente o Deus que surpreende ao escrever para os efésios: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória, na Igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém” (Ef 3.20,21). 
“Os caminhos de Deus não são os nossos caminhos. Deus não pode ser domesticado. Ele é soberano e não segue a agenda que tentamos traçar para ele. Ele faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade” (Hernandes Dias Lopes).
E você, está preparado para as surpresas de Deus?

4 comentários:

  1. Com certeza estou preparado para as surpresas de Deus na minha vida!

    Ficam com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    Como precisamos aprender a depender e sossegar diante da Soberania do nosso amado Pai.
    Sempre lembro-me de José e o tanto que nos ensina a respeito da confiança irrestrita a Deus.
    SOLI DEO GLORIA!!!

    Grande abraço,
    Regina Helena
    http://destilardosfavos.blogspot.com.br/2012/08/ampliando-fronteiras.html

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Regina Helena pelo seu carinho e apreço. Deus continue abençoando grandemente sua vida.

    ResponderExcluir